agosto 19, 2010

Filhos adolescetes 2/2

I. ORIENTAÇÕES PRÁTICAS





a) DEPENDER DO ESPÍRITO SANTO EM TUDO (Jo 16:13).

b) BUSCAR DE DEUS SABEDORIA. (Tg 1:5-6). É importante anotar que um filho sábio será, em grande parte, resultado de ter tido um pai e/ou mãe sábio.

“PRODUZIR UM FILHO PRUDENTE E SÁBIO VALE MIL VEZES MAIS QUE UM FILHO SIMPLESMENTE DÓCIL POR ESTAR SUBJUGADO PELA FORÇA PATERNA” (Keith Bentson).

c) NUNCA PERDER A COMUNICAÇÃO COM OS FILHOS. Falar a verdade em amor (Ef 4:25). Conversar com eles. Deve-se escutar os filhos com calma, atenção e compreensão e juntos buscarem as soluções. Responda sempre a todas as perguntas sem meias verdades. Sendo sempre sinceros para que eles aprendam a sinceridade.

d) AMIZADE SINCERA. Serem realmente amigos dos filhos. A comunicação, a educação e o relacionamento será bem mais proveitoso dentro de uma amizade sincera

e) RESPEITAR SEMPRE AS ÁREAS MAIS SENSÍVEIS DO ADOLESCENTE:

 Sua Aparência. Animá-los constantemente, pois todos já passaram por isso. Mas, cuidado, não usar de falsos elogios.

 Seus Gostos e Opiniões (roupas, modas, comportamento), nada se refere a pecado ou aparência do mal, só gostos e opiniões.

f) ELOGIAR SEMPRE, CRITICAR SÓ QUANDO REALMENTE FOR INDISPENSÁVEL. Quando os filhos atuarem bem, deve-se elogiar e estimulá-los. Felicitá-los por seu esforço e pelos seus resultados alcançados, isso os animará a prosseguirem.

g) SER FIEL AOS FILHOS. Em se tratando de adolescentes ainda mais. Não se deve contar o que foi revelado no íntimo. É importante não expor a intimidade, os sentimentos, as paixões e opiniões, só quando permitido por eles.

h) COLOCAR ALVOS E METAS (Sl 127:3-5). Como os adolescentes estão muito preocupados em viver o presente, em sentirem-se participantes, não sabem colocar metas de longo prazo. Isto cabe aos pais. É necessário tratá-los em áreas específicas da sua vida: no lar, na escola, na Igreja e na vida social. Deve-se tratar uma área de cada vez.

i) COLOCAR DESAFIOS: Mostrar diversas profissões, diversas atividades, prepará-los para a vida. Eles são como flechas nas mãos dos guerreiros (pais). A responsabilidade de dar a direção é dos pais e não deles. Todavia sempre respeitando seus gostos. Desafiem os adolescentes para:

 Pregação da palavra;
 Ser e fazer discípulos na escola;
 A influenciar a outros e não serem influenciados;
 Boas músicas;
 Boas leituras.

j) SER EXEMPLO de conduta aos filhos. Eles tendem a ser como seus pais, mesmo quando resistem a eles.

k) APLICAR A DISCIPLINA COM FIRMEZA e de forma razoável, mesmo que ameaçam a sair do lar. Os pais não podem permitir que a rebelião destrua a integridade do lar. Se admitir a atitude rebelde do filho em casa, perderá o controle e a autoridade .

l) CONFIAR EM DEUS. O Senhor é fiel.


A criação dos filhos implica numa enorme responsabilidade. Muitas vezes vai além da capacidade natural dos pais para fazê-la. Mas, se esta tarefa é aceita com fé e na dependência de Deus, encontraremos graça do Senhor para realizá-la.

Sempre deve ser lembrado que criar filhos é para Deus. Criá-los para que sejam participantes responsáveis em sua grande família. Assim os pais desempenharão sua tarefa com eficiência e fé, contando com a presença e bênção do Senhor

3 comentários:

princesas-de-deus disse...

O que muitos pais se esquecem, é que já foram adolescentes também. E que esta é uma fase de dúvidas e desafios.
Tudo o que os adolescentes precisam são de pais compreensivos, pois não é uma fase nada fácil.

princesas-de-deus disse...

É uma fase muito difícil para os adolescentes, e mais ainda para os pais que não sabem se cedem as vontades dos filhos ou se os reprimem.
Não se pode chegar a extremos em nenhuma das partes, o equilibrio na educação é a melhor saída, e contar sempre com a ajuda do Senhor para bem educá-los e incentivá-los.

disse...

Prepara-los para vida esta tarefa é uma das mais importantes, e nunca obrigar os filhos as erem oq ue eles querem que ele sejam. Paz minha miga.
Ah! apareça no blog ta bom? bjs
http://mulheresabias.blogspot.com/